sábado, 1 de novembro de 2008

Um coração!

Coração que bate;
Bate baixinho;
Que quer um beijo;
Eu dou cedinho;
Todos os desejos;
A ele é pouco;
Seu coração não dá desgosto!

E quando penso em ti pertinho;
Meu coração é seu todinho;
E neste amor os dois se abraçam;
O meu e o seu;
Já não disfarçam;

Ai coração!Não chores por estar longe;
Aqui o peito abriga seus medos;
A saudade ferida te espera chegar;
Mas sorria, pois a vida hoje te faz amar.


Elciane

Um comentário:

Rodrigo disse...

Parabens pelas palavras.